terça-feira, 18 de novembro de 2008

FACTÓTUM, BUKOWSKI

Na minha tour pelo nordeste, consegui ler o meu primeiro livro do "Bukowski", Factótum. Confesso que gostei. Na real eu sou tão fanático pelo Beat's que acabei deixando o Bukowski para ler mais tarde. Agora sei que tenho vários títulos dele pra ler, pois só lá no Spiff eu peguei vários pra dar umas rabiscadas. E confesso, gostei mesmo!

Não achei o cara escrachado como dizem, pode ser que esta literatura que peguei não seja nesta linha, mas curti pelo fato ser biográfico, e quase nem gosto de biografia.

Na real pelo que eu pesquisei, a biografia se trata de um alter ego do autor em cima do personagem Henry Chinaski. Ele vive sem emprego, sem profissão nem perspectiva, cruza o país, arranjando bicos e trampos, fazendo de tudo um pouco - dae o nome do livro -, na tentativa de substituir com empregos que não interponham entre ele e seu amor: escrever:

Em meio a tragos, perambulações por ruas marginais, tentativas de ser publicado, vivendo da mão para a boca, o autor iniciante Henry Chinaski come o pão que o diabo amassou.

Tá aí uma boa literatura para quem gosta de Bukowski ou pra quem vai começar a lê-lo.

foto by: biel souza

[...]
Factótum
Classificação morfossintática:
- [factótum] substantivo masculino singular.
Sinônimos: faz-tudo.
Antônimos: ...
Palavras relacionadas: pau-para-toda-obra.


notas
a. Indivíduo incumbido de todos os negócios de outrem:
b. Pessoa indispensável.
c. Irônico: Aquele que se julga ou mostra capaz de tudo fazer, de tudo resolver.

Aquele político é visto como um factótum por seus desafetos; acha que pode tudo, que de tudo sabe e que tudo pode fazer.