terça-feira, 18 de maio de 2010

HOUELLEBECQ

Mês passado terminei de ler Extensão do Domínio da Luta, do escritor francês Michel Houellebecq. Posso dizer que Houellebecq é mais do que um escritor: é um maravilhoso e necessário serial killer da literatura. Em pouco tempo, trucidou clichês, senhores feudais e cânones. Impiedoso, trouxe de volta para o romance a violência da vida e a vida da violência. Extensão do Domínio da Luta foi o seu primeiro texto longo de ficção. Nela o autor prova que é possível fazer literatura de pensamento e de ação, de inteligência e crítica, de força e reflexão.

Nesta obra o narrador trabalha com computadores (como Houellebecq o fez) e tem de viajar a trabalho com um colega medíocre, alienado e frustrado na cama. O narrador, ele próprio atormentado pela obsessão por sexo, tenta convencer o amigo a cometer um crime sexual - visto, à semelhança do que Camus descreve em O Estrangeiro, como uma espécie de antídoto contra o tédio.

Extensão do domínio da luta, é um romance de aprendizagem: a aprendizagem do desgosto.

O livro tem tradução de Juremir Machado da Silva e editado pela Sulina em 1994. Vale a pena ler esta loucura, esta doidera que autor vivenciou.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

EXPERIMENTAÇÃO TEXTUAL

Depois de ler um bom pedaço da Biografia do Led Zeppelin, comprar comida pro *Iggy, porque ele realmente estava faminto e ficar entediado escutando o jogo do "Inter X Banfield" pela Libertadores. Inventei de procurar alguma coisa sobre mim na internet. Depois de ficar vasculhando um bom tempo, descobri que minha professora de Experimentação Textual, publicou uma resenha científica de um trabalho que fiz com o tema: Consumo de álcool pelos pais pode ser fator de risco para o alcoolismo.

O resenha foi publicada pela Unisinos neste link. E o melhor de tudo isso, é que, além dela publicar minha resenha científica, ela publicou também minha apresentação pessoal.

Muito engraçado ver estes textos publicados. Mas... na real fiquei tri feliz, pois precisava desta alegria para o momento que estou passando.

* Iggy Pop - The Cat, em 28/04 enquanto estava com fome.