quinta-feira, 22 de março de 2007

AQUECIMENTO

O planeta terra está esquentando!

Os dias mais quentes foram registrados durante esta última década. A previsão é de que até o ano de 2100 as temperaturas estarão destinadas a aumentarem até seis graus, o que poderia trazer conseqüências devastadoras.

Os cientistas dizem que alguns fenômenos naturais como erupções vulcânicas possuem um efeito temporário sobre o clima. Porém, afirmam também que o clima está sofrendo mudanças por causa do aquecimento global.





Qual a causa do
aquecimento da terra?


Em geral, é a liberação de gases e vapores produzidos através de queimadas nas matas, poluição provocada por carros e industrias, que são os grandes culpados disso tudo. Com isso eles destroem “camada de Ozônio“ que tem a função de proteger a terra dos raios solares. Com a destruição dessa camada a terra fica mais exposta ao sol, e conseqüentemente, a temperatura aumenta.

Quando o sol esquenta a terra, alguns gases da atmosfera atuam como um vidro de uma estufa, absorvendo o calor e conservando o planeta quente o suficiente para manter a vida na terra. O problema acontece devido às concentrações excessivas dos “gases estufa” que isolam a terra evitando que o calor escape, o que faz com que a temperatura do planeta aumente assustadoramente.







Que conseqüências o aquecimento
da Terra pode provocar?


Alguns cientistas calculam um aumento de seis graus centígrados durante este século.

Se isso acontecer, as conseqüências em 2050 seriam catastróficas.

As geleiras (calotas polares) derreterão e com isso o nível do mar subirá causando inundações colocando em risco a vida da população das zonas costeiras, inclusive as grandes cidades; grandes alterações climáticas, em relação às chuvas e secas, provocando muitos prejuízos a agricultura; o avanço do deserto através da Europa; terremotos; ondas gigantescas (Tsunamis, como aconteceu recentemente na Ásia). E ainda, a falta de água mundial, o que significa o fim, já que sem a água, não há vida na terra. Estes são apenas alguns dos desastres que poderiam acontecer.




Existe algo a fazer?

Para reverter os efeitos do aquecimento global é preciso reduzir a quantidade de carbono e de outros gases químicos destruidores lançados na atmosfera em todo o mundo.

Em 1997, a ONU (Organização das Nações Unidas) lançou o tratado de Kioto, assinado no Japão. Este tratado obriga legalmente a todas as nações industrializadas a diminuir em 5, 2%, entre 2008 e 2012, o lançamento dos gases estufa na atmosfera. Porém, os Estados Unidos, responsável por cerca de 30% de todos os poluentes lançados na atmosfera, não assinaram o protocolo. O pior, é que talvez nem os países que assinaram consigam cumprir as metas de diminuição.

Os gases lançados na atmosfera podem permanecer por lá durante um ou mais séculos. Para que houvesse uma mudança significativa, deveria haver uma diminuição de 60% desses gases lançados.

O aquecimento global, não é um problema individual. É preciso haver logo uma conscientização da população mundial para que ainda se possa fazer algo. É uma luta contra o tempo, como se uma “bomba do tempo” estivesse ativada, correndo o risco de explodir a qualquer momento.





Texto publicado: Portal Fiocruz

terça-feira, 20 de março de 2007

Red Hot - Youtube

RHCP - Novo clipe da banda será feito por fãs!

O Red Hot Chili Peppers lançou uma competição no site YouTube que dá aos fãs a oportunidade de criar o vídeo oficial para
Charlie, de Stadium Arcadium. O vencedor da competição irá receber 5 mil dólares e uma viagem para conhecer o Red Hot e ver o show deles em Paris, na França, dia 6 de julho.

A banda teve a idéia de permitir que seus fãs criassem um vídeo para a música depois de ver muitos vídeos criativos para suas músicas em sites como Youtube. "Vídeos são mais difíceis do que eles parecem. É muito muito raro e bonito e monumental quando alguém faz um vídeo sinceramente bom... essa é uma oportunidade de ter o que acontece nessa canção", diz Anthony Kiedis.

O vídeo vencedor será o vídeo oficial para a música. Para entrar na competição, que vai até 20 de abril, aqueles que desejam participar devem entrar aqui ou aqui e seguir as instruções para uplodear o vídeo. A competição é válida para Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Austrália, Canadá e Suécia.


***



ESPETÁCULO TEATRAL INFANTIL

Camaleão Teatro de Bonecos apresenta:
FLI
CTS de Ziraldo - 10 Anos

A montagem gaúcha, que transformou o clássico de Ziraldo em peça musical infantil com mais de 50 bonecos, completa em 2007 seus 10 anos de atividades e faz temporada de 17/Março a 08/Abril de 2007, aos sábados e domingos, às 16 horas, no Teatro de Câmara Túlio Piva (Rua da República, 575 - Cidade Baixa - P.Alegre/RS).

A reunião do Camaleão Teatro de Bonecos (Adriane Azevedo, Tânia de Castro, João Vasconcellos e Laura Backes) com a direção de Roberto Oliveira e a música de Arthur de Faria resulta num verdadeiro audio-visual ao vivo. Humor, plasticidade, som e história pungente garantem entendimento e fruição para qualquer idade. Ou seja: diversão para todas as idades.





OBRAS REUNIDAS

FLICTS é a obra prima de Ziraldo que se transformou num clássico da moderna literatura infantil. Mas é muito mais do que isso: é também o maior sucesso editorial da área em todos os tempos, com mais de três milhões de exemplares comercializados e edições traduzidas para os Estados Unidos, Canadá, Japão e vários países da Europa e América Latina. FLICTS foi o primeiro título nacional infantil transcrito para CD-ROM.

A linguagem do teatro de bonecos, com suas amplas possibilidades técnicas, não conhece limites. É como se o teatro de bonecos fosse o desenho animado do teatro, um espaço realmente mágico, onde tudo que o artista imaginar pode ser concretizado através dos bonecos e da manipulação do ator sobre eles. Assim, utilizando várias técnicas de confecção e manipulação, foram produzidos mais de cinquenta bonecos, que encantaram o próprio Ziraldo.


NÃO EXISTE CANTO OU LUGAR QUE SEJA FLICTS
Flicts é uma cor muito rara e muito triste que procura persistentemente um lugar para colorir. Em sua busca ele passa pelas flores da primavera, pela caixa de lápis de cor, pelo arco-íris e viaja pelo mundo, visitando vários países, sempre procurando um cantinho para se espalhar. Finalmente, Flicts encontra um lugar todinho seu.
Com uma simples e brilhante alegoria, Ziraldo consegue desenvolver uma história que trata, acima de tudo, da discriminação, de todos os tipos de discriminação, até mesmo aquela que as crianças sofrem ao viverem num mundo de adultos. Também é evidenciada a persistência na busca de um objetivo, ou de um espaço de expressão individual dentro dos grupos.

ARTISTAS REUNIDOS
A concepção plástica da peça foi entregue ao Camaleão TB, que, desde sua criação em 1985, vem se dedicando exclusivamente à criação de espetáculos adultos e infantis de teatro de bonecos e manipulação de materiais, sempre fiel à sua proposta básica de buscar uma linguagem sintética, limpa, contemporânea e, fundamentalmente, plástica. Preocupados sempre com a interação harmônica entre boneco/personagem e manipulador/ator.
A trilha sonora original, composta e arranjada por Arthur de Faria, tem citações de Heitor Vila-Lobos foi gravada com direção musical e piano do próprio Arthur com Clóvis Boca Freire no baixo acústico, Marcão Acosta na guitarra e bandolim, Guenther Andreas na bateria, Giovani Berti na percussão, Sérgio Karam no sax alto, Fábio Mentz no fagote e latofones, Júlio Rizzo no trombone, além dos vocais de Ana Krüger, Martinez Nunes, Cláudia Diniz, Júlio Padovani, José Luiz Santos, Laura Backes e Arthur de Faria. A voz do personagem Flicts é de Adriane Azevedo.
A adaptação do texto, as letras das músicas, a iluminação (com Carlos Azevedo) e a direção geral de Roberto Oliveira conduzem os diversos elementos que compõem esta montagem até um espetáculo dinâmico e sensorialmente impactante.


O AUTOR

Ziraldo é um dos principais artistas gráficos brasileiros e também um dos mais criativos e bem sucedidos autores da literatura infantil do país. Ziraldo goza de enorme prestígio junto ao público infantil que se identifica com seu MENINO MALUQUINHO; que transformou FLICTS num sucesso de vendas; e que até hoje compra seus álbuns do PERERÊ. Com seu estilo gráfico primoroso, Ziraldo se destaca junto aos pequenos consumidores de livros e idéias.


Teatro de Câmara Túlio Piva
(República, 575 - Cidade Baixa - P.Alegre/RS).
De 17/Mar a 08/Abr, Sáb/Dom -16h
Classificação: livre, duração: 45min,
215 lugares, ar condicionado, estacionamento grátis.
Preços: Inteira: R$ 12,00 - Crianças, Idosos e Professores: meia-entrada


Produtora responsável: Adriane Azevedo 51 3286 7442 9153 8268
Divulgação: João França - 51 9153 8267 - franaze@gmail.com
Luiz Gonzaga Lopes - 51 9857 4775 lgonzaga2@gmail.com




***

HOMENAGEM NA ESPANHA




Espanha - Figura satírica queima no último dia do tradicional festival anual de Las Fallas, em Valencia. A cidade celebra durante toda a semana em homenagem a São João e depois ateia fogo nas montagens feitas de papel machê que ficam espalhadas pelas ruas da cidade.

segunda-feira, 19 de março de 2007

Senhor das Moscas


Um grupo de jovens tenta construir uma civilização numa ilha tropical deserta, e o projeto acaba em sangue e terror, segundo definição do próprio autor. Nessa distopia juvenil, publicada em 1954 após a recusa de 21 editoras, Golding desenvolve uma visão pessimista do homem que tem a marca do nazismo, do stalinismo e do horror atômico da Segunda Guerra. Golding ganharia o Prêmio Nobel em 1983.


Ficha Técnica

Autor: William Golding
Páginas: 224
Tradução: Geraldo Galvão Ferraz

Sinopse ::: Folha de S.Paulo
Um avião lotado de crianças e adolescentes cai numa ilha deserta. Os jovens sobrevivem e, aos poucos, vão se reunindo num grande grupo. Em assembléia, os meninos designam um líder. Longe dos códigos que regulam a sociedade dos adultos, esses jovens terão de inventar uma nova civilização, alicerçada exclusivamente nos recursos naturais da ilha e em suas próprias fantasias. Até aí este romance do inglês William Golding poderia ser lido como simples aventura infanto-juvenil, cheia de caçadas, banhos de mar e, ao final, a descoberta de um tesouro escondido por piratas. Mas não é o que ocorre. Apesar dos esforços iniciais de organizar uma sociedade auto-suficiente e equilibrada, o bando vai progressivamente cedendo à vida dos instintos, regredindo às pulsões de violência e de morte. A disputa pelo poder é um dos estopins da desordem. E o paraíso do "bom selvagem" acaba em carnificina. Invertendo o clássico Robinson Crusoé, de Daniel Defoe, em que um único indivíduo conseguia impor a civilização ao estado de natureza, Golding expressa neste romance sua descrença na bondade inata dos homens e em sua capacidade de criar um mundo melhor. Lançado em 1954, menos de uma década após os campos de concentração nazistas e a bomba de Hiroshima, o livro carrega esse destino já no título: "Senhor das Moscas" é a tradução literal da palavra hebraica Ba'alzebul - em português, "Belzebu".

Biografia do Banco de Dados
William Gerald Golding nasceu em 1911, na Inglaterra. Em 1935, após publicar uma pequena coleção de poemas, gradua-se em literatura inglesa em Oxford. Trabalhou como escritor, ator e produtor em pequenas companhias de teatro até tornar-se professor em Salisbury. Em 1940, entra para a Marinha inglesa. Durante a Segunda Guerra Mundial, participa da perseguição e afundamento do navio alemão Bismarck e também do desembarque das tropas aliadas na Normandia, em 1944. Após a guerra, volta a lecionar. Seu romance de estréia foi O Senhor das Moscas, publicado em 1954. Na seqüência, viriam Os Herdeiros (1955) e Queda Livre (1959), entre outros títulos. No ano de 1980, seu livro Ritos de Passagem rende-lhe o Booker Prize inglês, um dos mais importantes prêmios literários do mundo. Em 1983, como reconhecimento pela sua obra, é agraciado com o Prêmio Nobel de literatura. Cinco anos mais tarde, recebe o título de cavaleiro do Império Britânico. Golding morreu em 1993, deixando um romance inacabado, The Double Tongue (A Língua Dupla).

Fonte: Biblioteca Folha

sexta-feira, 16 de março de 2007

Bonecos do "L O S T"

Já não bastava os produtos DHARMA!!!!!.....
Agora a nova é os bonecos do LOST.
Pior que os bonecos são identicos mesmo...






3° TEMPORADA É MUITO MASSA
quem não viu LOST não sabe o que está perdendo.